Bem-vindo! Hoje é domingo, 15 de setembro de 2019

Reitora da Urcamp convida Mourão para conhecer a pedra da Lua

O vice-presidente da República, Antônio Hamilton Martins Mourão, que recebeu o título de cidadão bajeense, ontem, antes do evento oficial, cumpriu outras agendas no município, como um almoço junto ao 3º Regimento de Cavalaria Mecanizada, numa espécie de confraternização junto a autoridades da Rainha da Fronteira, como políticos, empresários e representantes de vários segmentos. Neste momento, uma das presenças foi da presidente da Fundação Attila Taborda (Fat) e reitora da Urcamp, Lia Maria Herzer Quintana. Segundo ela, o encontro foi um momento descontraído e ela aproveitou a oportunidade para convidar o vice-presidente a visitar o Museu Dom Diogo de Souza, mantido pela (Fat/Urcamp), e conhecer a pedra da lua, único fragmento lunar catalogado no Brasil. A agenda, porém, depende de confirmação por parte da assessoria do Planalto. “Ele propiciou à sociedade civil organizada bajeense a participar de um encontro”, resumiu Lia ao destacar o encontro.

A Câmara de Vereadores de Bagé concedeu, no final da tarde, o título de cidadão bajeense ao vice-presidente. A sessão solene convocada para a outorga da homenagem, aprovada por legislação municipal, iniciou pontualmente às 18h, durando pouco mais de uma hora. O acesso ao plenário Lígia Farinha Almeida foi restrito a pessoas credenciadas.

A homenagem ao general foi proposta pelo vereador Antenor Teixeira, do Progressistas, e aprovada pelo Legislativo, em julho, com apenas uma abstenção (do vereador Lélio Lopes – Lelinho - do PT). A concessão do título de cidadão é regulada por lei específica. A homenagem só é conferida 'a pessoas que se tenham distinguido em qualquer dos ramos do saber humano ou que, por sua ação, se hajam tornado merecedoras do reconhecimento da cidade'. "Para mim é um momento de extraordinária emoção ser agraciado com o título de cidadão bajeense", disse Mourão, logo no início da cerimônia.

Visita

Mourão chegou a Bagé por volta das 12h, em um jato Legacy, da Força Aérea Brasileira. O deslocamento, ao contrário do esperado, foi em um veiculo da Polícia Federal. O Ford Landau 1972, que era utilizado pelo ex-presidente Emílio Garrastazu Médici, foi levado ao Aeroporto Internacional de Bagé - Comandante Gustavo Kraemer. O veículo integrou a comitiva, mas não conduziu Mourão.
Um forte aparato de segurança foi montado para a visita do vice-presidente. Durante o trajeto entre o aeroporto e o centro da cidade, veículos da Brigada Militar e Policia Rodoviária Federal (PRF) estavam espalhados em vários trechos. A imprensa não pôde entrar no aeroporto. O acesso foi restrito a militares do Exército.
A saída do aeroporto aconteceu por volta de 12h20. A primeira agenda foi no 3º Regimento de Cavalaria Mecanizado (3º RC Mec), onde o vice-presidente foi recebido com um almoço oferecido pelo tenente-coronel Jairo Badaraco Fagundes. Foi permitida a presença apenas de convidados. Ao ingressar no pátio do 3° RC Mec, o prefeito Divaldo Lara, que caminhava ao lado do vice-presidente, fez uma "live" no Facebook, pelo celular, mostrando o ambiente do quartel. No vídeo, Mourão cumprimentou os bajeenses e classificou a Rainha da Fronteira como uma das "capitais do mundo". Em seguida, teceu o seguinte comentário: “Numa data e dia maravilhosos, com céu azul do Rio Grande do Sul. É um dia extremamente significativo em que recebo uma homenagem da terra da minha primeira esposa, que infelizmente faleceu, e do meu primeiro filho. Então, meu muito obrigado", declarou no vídeo postado, em suas redes sociais. 
Não foi possível fazer imagens do vice-presidente. A imprensa não teve acesso ao 3º RC Mec. Porém, uma imagem registrada pela assessoria de imprensa do deputado federal Afonso Hamm foi repassada à reportagem. À noite, após sessão de outorga do título de cidadão bajeense, Mourão participou de Sessão Branca e de uma palestra na Laja Maçônica Amizade Nº 142

Carreira militar, política e relação com Bagé

Mourão, 65 anos, é natural de Porto Alegre. O vice-presidente ingressou no Exército Brasileiro em fevereiro de 1972, na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), sediada em Resende, no Rio de Janeiro, e, em dezembro de 1975, foi designado aspirante-a-oficial da arma de artilharia.
Durante sua trajetória militar, Mourão atuou como instrutor da Aman, cumpriu Missão de Paz em Angola, foi adido militar na embaixada do Brasil na Venezuela e comandou o 27° Grupo de Artilharia de Campanha em Ijuí, no Rio Grande do Sul.
Como oficial general, comandou a 2ª Brigada de Infantaria de Selva em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, e a 6ª Divisão de Exército em Porto Alegre. Foi Comandante Militar do Sul e Secretário de Economia e Finanças do Exército.
Após deixar a ativa, em fevereiro de 2018, filiou-se ao Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), iniciando sua carreira política. Nas eleições de outubro do ano passado, foi eleito vice-presidente da República na chapa do presidente Jair Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL), posto que ocupa desde o dia 1º de janeiro.
Mourão tem ligações familiares com a Rainha da Fronteira. O vice-presidente é filho de uma bajeense (Wanda Coronel Martins) e viúvo de outra bajeense (Ana Elisabeth Rossell). O pai de Mourão, general de divisão Antônio Hamilton Mourão, comandou a 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, em Bagé, no início da década de 1970, durante o governo do bajeense Emílio Garrastazu Médici. Por isso, ele passou parte da adolescência na cidade.
Mourão cumpriu agenda, em Bagé, quando era Comandante Militar do Sul. Em setembro do ano passado, durante evento de campanha eleitoral, realizado no Parque de Exposições Visconde de Ribeiro Magalhães, o vice de Bolsonaro recebeu, do prefeito Divaldo Lara, do PTB, um quadro (com a imagem emoldurada de um cavalo pisando em uma bandeira do PT, registrada durante a visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao campus da Unipampa) e um relho (artefato feito de tiras de couro trançadas, destinado a infligir estímulo doloroso a um animal).

Detalhes
Em virtude do fechamento desta edição, mais detalhes a respeito da sessão solene, bem como de demais tratativas abordadas durante a visita do vice-presidente, serão divulgados na edição de amanhã, dia 7.