Bem-vindo! Hoje é terça-feira, 22 de outubro de 2019

Aula inaugural do curso de Jornalismo debate mudanças na RBS TV

Haroldo Amaral Junior descreveu novo modelo de atuação regional

O curso de Jornalismo da Urcamp promoveu, na noite de ontem (05.09), a aula inaugural do segundo semestre de 2019. O tema do encontro concentrou-se nas mudanças que a RBS TV tem apresentado na cobertura jornalística em toda a região. O palestrante foi o gerente executivo regional, Haroldo Amaral Junior, que descreveu as principais alterações no modelo de trabalho e no formato do produto oferecido nas áreas de cobertura de Bagé, Pelotas e Rio Grande. 

A atividade reuniu acadêmicos da Graduação i, do sexto e do oitavo semestre em um único ambiente a fim de estimular a interdisciplinaridade. O trabalho busca valorizar a experiência de profissionais convidados e, também, identificar oportunidades raras de debate do jornalismo. O convidado destacou que o mercado jornalístico, com base em pesquisa aplicada pelo grupo RBS, identificou a necessidade de contemplar novas necessidades. “A empresa descobriu que os gaúchos queriam mais proximidade e mais dinâmica. Isso fez com que a gente se concentrasse em um modelo de maior presença do repórter no ambiente da notícia, de mais oportunidades de coberturas ao vivo”, revela Amaral, descrevendo as opções por mais reportagens de rua. Outra questão defendida pelo gerente foi a escolha do Jornal do Almoço transmitido de Pelotas, município que reúne características que contemplam cidades como Bagé, Rio Grande e guardam semelhanças e interesses culturais entre si. “Essa medida também aumentou a cobertura de municípios e o tempo do jornal do Almoço”, garante.

Para a estudante da Graduação i, Milena Saraiva Tort, a importância do encontro está em saber que os modelos de trabalho jornalístico para os quais está se preparando passa por mudanças permanentes. “A gente percebe que precisa ficar sempre atenta e preparada para enfrentar o novo”.  A estudante do oitavo semestre, Victória da Cruz Ferreira, diz que o encontro serviu como um alerta. “Estas mudanças no fazer jornalístico de TV fazem a gente perceber que é preciso unir nossas diversas habilidades para garantir a prática de reportagem. Atualmente já não é suficiente apenas escrever bem, falar bem. É preciso fazer bem um pouco de tudo que é necessário para compor um conteúdo interessante”, explica. 

Já o coordenador do curso de Jornalismo, Glauber Pereira, afirma que o momento em que a palestra acontece é ideal, porque permite aos estudantes de Jornalismo perceberem a mudança em pleno acontecimento. “Em vez de a gente parar para avaliar o que já aconteceu um ou dois anos antes, a conversa do Haroldo com os acadêmicos fazem com que eles sejam praticamente testemunhas do processo de mudança que ainda está acontecendo”, conclui.