Bem-vindo! Hoje é domingo, 26 de maio de 2019

Repórter Aline Custódio, de Zero Hora, emociona estudantes do Curso de Jornalismo

Profissional que atualmente trabalha na série especial multimídia RS Que Inspira, projeto em conjunto dos jornais Zero Hora e Diário Gaúcho, da Rádio Gaúcha e da RBS TV, contou histórias dos personagens mais marcantes de suas reportagens

As conversas com profissionais do mercado são uma parte importante da formação oferecida pela Urcamp no Curso de Jornalismo. Na semana passada, mais uma vez, os estudantes das três turmas do curso se reuniram para ouvir os relatos da repórter de Zero Hora Aline Custódio. A aula aberta aconteceu na sala 0B do prédio central da Campus Bagé na última quinta-feira e contou com a participação de estudantes de todos os semestres do curso.

Jornalista multimídia, graduada pela Ulbra (Canoas), especialista em criação e produção de Narrativas Multimídia e mestre em Ciências da Comunicação pela Unisinos, Aline é repórter há quase 20 anos. Começou no Diário Gaúcho, teve passagens pelo jornal Extra, no Rio de Janeiro, e agora é repórter especial do jornal Zero Hora. Foi também professora do curso de Jornalismo da PUC-RS.

“Vocês estão prestes a ouvir a melhor repórter – com R maiúsculo – que eu conheço”, disse o professor Lucas Rohan ao apresentar a convidada especial, dando um indicativo das duas horas que se seguiram. Rohan contou que conheceu Aline no Rio de Janeiro em 2010, quando ambos viviam e trabalhavam na capital carioca. 

Aline contou os bastidores das principais reportagens que fez ao longo da carreira. Na maioria, são histórias de vida, de superação e inspiradoras contadas nas páginas dos jornais, em minidocumentários em vídeo e também no rádio. A repórter se emocionou, e emocionou estudantes e professores presentes, ao revelar o que seus personagens conquistaram após as reportagens.

“Foi uma noite linda na Urcamp, em Bagé! Gracias pelo convite, professor Lucas Rohan. Gracias pelo carinho, professor Glauber Pereira. E gratidão aos alunos do curso de Jornalismo. Recordei momentos únicos desta vida de repórter - quase 19 anos de estrada - e lembrei de histórias que estavam guardadas lá na alma”, comentou Aline.

Para o coordenador do Curso de Jornalismo, professor Glauber Pereira, a aula aberta foi uma das melhores já oferecidas na Urcamp. “O que fica é a imagem de uma profissional completa, multi competente e um exemplo de ser humano, preocupado com o impacto transformador de seu trabalho. Paixão e indignação numa medida realmente inspiradora”, disse.

Os estudantes saíram da conversa com sensações parecidas. “Ela é realmente uma inspiração. Sem duvidas aprendi muito com a conversa de hoje. Vou levar pra minha vida”, disse Nadine Posque, estudante do 7º semestre.

“Só queria ficar mais uns dois dias ouvindo essas histórias maravilhosas. O verdadeiro jornalista toca almas”, comentou Verônica Barboza, estudante do 1º semestre. “Eu poderia ficar horas ouvindo essas histórias”, avaliou Ketherine Acosta, estudante do 5º semestre.

Aula aberta é uma proposta que permite aos estudantes dos diferentes semestres do Curso de Jornalismo participarem do mesmo espaço quando um profissional experiente em passagem pela cidade se disponibiliza a visitar a Urcamp.