Bem-vindo! Hoje é terça-feira, 19 de novembro de 2019

Com culinária regional e inusitada, alunos da Urcamp participam do maior evento gastronômico da fronteira

Em 2014, a culinária fronteiriça foi pensada como fator de integração turística e cultural entre Brasil e Uruguai. Foi assim que o Festival Binacional de Enogastronomia passou a reunir chefs, pesquisadores, universidades, produtores e interessados no que de melhor existe na área gastronômica. Cerca de 400 atividades já foram realizadas durante este tempo e mais de 80 mil pessoas estiveram envolvidas com o evento, que, este ano, contará com a participação dos graduandos da primeira turma do curso de Gastronomia da Urcamp, no concurso binacional de pratos a base de cordeiro, também estreante na edição.
Serão servidas 216 porções, que devem ser preenchidas de forma a usar a carne de dois cordeiros. A estudante do penúltimo semestre, Carla Cloque, relata que o prato será autoral, mas que foi pensado de forma que não fugisse da região Sul e que pudesse ser apresentado em finger food (pequenas porções) ou na tradução da futura gastrônomica, "comida para comer com a mão". Os participantes apresentarão, no Festival, um cordeiro assado no fogão de chão e, como acompanhamento, um purê de bergamota.
Valorizar a cadeia produtiva da região e utilizar ingredientes sazonais e tradicionais, como a bergamota, que é um produto muito consumido, mas apenas em sobremesas, foi um dos objetivos de Alene Machado, de 24 anos, que integrará o grupo concorrente. "Fazendo um purê, inovamos o sabor, criando um acompanhamento salgado para o prato principal, que é o cordeiro", relata.
Para a receita, não será necessária uma mesa posta para degustação e a praticidade foi um dos cuidados que os graduandos tiveram ao pensar o prato. "Geralmente é servido em cumbucas, onde a pessoa consiga comer apenas com um garfo ou até mesmo um palito, sem grandes cerimoniais", comenta.
Indagadas sobre o curioso purê de bergamota, as participantes foram enfáticas. "Gostaríamos de apresentar produtos locais, com gosto popular e que harmonizasse com a carne de cordeiro, que já tem um sabor peculiar. O purê de bergamota vem para limpar o paladar, além de trazer uma acidez e doçura ao prato principal, que será hidratado com ervas finas e vinho branco durante o assado em fogo de chão", mencionaram.
Para a equipe, coordenada pelo gastrônomo Junior Lagoa e composta pelos estudantes Alene Machado, Bruno Laureano, Carla Cloque e Matheus Andrade, todos do módulo 4, é uma "honra" participar de um concurso desse porte, sendo que o Festival Binacional de Enogastronomia reúne Brasil e Uruguai, países interligados. "E o importante nesse momento é a valorização da cultura fronteiriça, bem como a boa gastronomia do pampa", frisam.
Enquanto instituição, conforme a pró-reitora de Ensino da Urcamp, Virgínia Dreux, a participação dos alunos dá visibilidade ao curso e mostra a capacidade que os alunos têm de participar de um evento de tamanha importância na fronteira. “O prato que vai ser apresentado já vem sendo testado há algumas semanas, então eles já vêm se preparando e a gente acredita que eles vão ter um retorno muito bom, não só enquanto futuros profissionais, mas também enquanto alunos do curso de Gastronomia da Urcamp, que é o único da região”, argumenta.
Os estudantes viajam para a Fronteira da Paz nesta quinta-feira, para os últimos ajustes, e se apresentam às 19h30min do dia 23 de agosto, no Parque Plaza Internacional. O evento é aberto ao público e contará com diversas programações e shows gratuitos, além de atividades pagas como degustação de vinhos, concurso de pratos de cordeiro e o almoço de encerramento 'A Ferro e Fogo'. Para saborear os pratos, interessados devem adquirir ingresso na Associação Comercial e Industrial de Santana do Livramento.