Bem-vindo! Hoje é sábado, 19 de outubro de 2019

Colégio da Urcamp promove 5º Cinecamp

Alunos do Ensino Médio da região e até do estado usam a sétima arte para promover conhecimento, troca de ideias e estimular a discussão de temas vivenciados pela sociedade contemporânea. Eles produzem seus filmes, com diferentes temáticas e o resultado é será compartilhado entre todos, durante os dias 29 e 30 de agosto. Quem promove o Cinecamp é o Colégio da Urcamp de Sant´ana do Livramento.

Um espaço para discutir e pensar a arte. Mas não é só isso. A produção de curtas em audiovisual e todo o universo que envolve o cinema, está em sala de aula, nos corredores, é debate durante os intervalos e vira argumentação até em casa. Pelo menos é assim nessa época que antecede o Cinecamp, promovido pelos terceiros, segundos e primeiros anos do Ensino Médio do Colégio da Urcamp de Sant´ana doLivramento. O projeto, que iniciou há cinco anos dentro das disciplina de Artes e Ensino Religioso, virou uma febre na cidade. A intenção era estimular os alunos a produzirem curtas, como uma forma de diversificar as aulas tradicionais e agregar conhecimento de maneira diferente e inovadora. A ideia foi da professora Dionéia de Macedo Fernandes, que lançou na turma o desafio. Produzir cinema, com temas que fizessem parte do cotidiano. O resultado surpreendeu e já na primeira edição, outras três escolas se envolveram no projeto, com a participação de curtas. “O Cinecamp fez a gente sair do quadrado de sala de aula e promover um ambiente inovador. Faz com que eles aprendam de forma diferente. Eles estudam história do cinema e tudo o que envolve a produção cinematográfica. O evento abrange toda a comunidade e é formatado para adolescentes”, conta a professora responsável.

O festival cresceu tanto, que este ano são 24 filmes divididos entre Colégios da Urcamp de Livramento, Dom Pedrito, Alegrete e até da capital do estado. Concorrentes classificados em categorias distintas, como: documentários, romances, suspense, drama, comédia e ficção científica.

O estudante Rodrigo Nocchi, está no terceiro ano e participa desde o primeiro. Ele é envolvido na organização do evento e nessa edição, concorre com o filme “Sala 414”. “É legal, porque é algo inovador, oportuniza os alunos a exercerem seus talentos. O projeto contempla quem é do teatro, das artes visuais, estimula quem gosta de arte, de maneira geral”, revela.

Amanda Silveira Hertzog, também do terceiro ano, integra a comissão organizadora e garante que o projeto funciona como complemento do que é ensinado em sala de aula. “Faz com que os alunos tenham uma visão maior do que é educação. Influencia no nosso crescimento intelectual, ajuda muito a definir o caminho de muitos alunos”, justifica. O filme pelo qual concorre chama-se “Crime passional.

O projeto acontece através de parcerias, como o Clube Caixeiral, que empresta a sua estrutura física para a realização do festival e empresas da cidade, que doam os troféus, por exemplo. As premiações são classificadas nas seguintes categorias: melhor filme, melhor ator e melhor atriz, melhor edição/efeitos especiais, melhor trilha sonora e tema criativo.

A diretora do Colégio da Urcamp de Sant´ana do Livramento, professora Suzana Lopes Lemos, não poupa elogios e enxerga o projeto como mais uma ferramenta no processo educacional. “Nós trabalhamos com metodologias ativas e nesse processo, o Cinecamp só veio a acrescentar conhecimento, inovação, pois faz com que os alunos exponham seus sentimentos, o que estão vendo na sociedade e isso contribui muito na formação deles, enquanto cidadãos”.

Os trabalhos apresentados são avaliados por uma comissão de jurados. Além da Mostra de filmes, a programação deste ano prevê palestras, oficinas e atividades artísticas e de entretenimento.